Mostrar mensagens com a etiqueta I just love it. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta I just love it. Mostrar todas as mensagens

novembro 20, 2017

Plantas em casa - quem gosta?

Ando a namorar umas plantas para espalhar pela casa, acho mesmo que podem dar vida e cor aos espaços. Ainda não sei bem quais, mas se como eu estão com as mesmas ideias, aqui ficam umas sugestões de como cuidar e dicas de quais escolher! 














Boa segunda!!

Sofia**






novembro 07, 2017

À sua procura

Imaginem que passeavam numa feira de antiguidades e davam de caras com um livro datado dos anos 60, cheio de fotografias a preto e branco, tipo passe, de completos desconhecidos. 
Imaginem que até viviam em Lisboa e descobriam essa preciosidade no Porto.
Imaginem que gostavam muito de fotografia, e até faziam desse o vosso modo de vida. 

O que faziam com este livro?




O Pau Storch teve a generosidade de tratar este livro como algo precioso, que na realidade é. Viu além das caras e das expressões, viu mais do que simples fotografias "tipo passe", viu histórias de vida, viu caminhos que seguiram os seus rumos e quem sabe agora podem voltar a cruzar-se. E anda à sua procura!
Este é um projecto que vale a pena partilhar! E quem sabe não descobrem uma cara conhecida, uma história com que se identificam. Eu ando à procura!  ;)








Dia bom!
Sofia**











julho 20, 2017

World Press Photo 2017

Foi no passado fim de semana que abriu a exposição Wolrd Press Photo 2017, no Fórum Algarve, em Faro. Ainda não tive oportunidade de lá ir mas de certo que o farei.
Em 2016 fui com os miúdos e eles ficaram um bocado impressionados, sobretudo o Rodrigo. Havia muitas fotografias que retratavam o drama vivido pelos refugiados. não foi fácil de ver. Mas também havia desporto e paisagens, coisas mais bonitas, por assim dizer. este ano quero ir sozinha, para ver tudo com mais calma, e depois quem sabe voltar com eles.
















Para quem está no Algarve, até 6 de Agosto entre as 10h00 e as 00h00, podem visitar esta exposição de fotografias de grande qualidade, de forma gratuita no Fórum Algarve.


Ah, quanto a estas fotografias em cima são minhas, uma espécie de World Press Sofia... (risos) 







Dias bons para vocês!
Sofia**






Este post também vos poderá interessar!







abril 27, 2017

eu tenho um sonho...

bom, não é bem sonho, é mais um desejo: quero andar mais de bicicleta. há muito que ando a namorar uma bicicleta tipo vintage, muito feminina, com cesto e aquele aspecto romântico e giro que se farta. e há muito que me pergunto porque é que nenhum autarca desta cidade se lembrou ainda de requalificá-la para que os seus habitantes possam fazer da bicicleta um meio de transporte de excelência, já que a cidade é plana e o tempo é perfeito para tal!? 

o que eu gostava mesmo era de levar os miúdos à escola de bicicleta, ir às compras, para a praia, andar por aí, por onde nos apetecesse. mas depois colocam-se sempre as questões: o Rodrigo já está crescido para uma cadeira mas não o suficiente para seguir na bicicleta sozinho (mesmo que perto de nós). o Duarte ainda aguenta na cadeira da bicicleta, mas não por muito tempo, e além disso, não sei é se eu aguento com ele "pendurado" atrás de mim!

até que, no outro dia enquanto passeava pelo instagram e dei de caras com esta maravilha...









uma bicicleta que resolve os problemas de qualquer família que queira fazer seu este meio de transporte!! não é fantástico?! eu pelo menos perdi-me de amores! e o melhor é que tem imensas outras cores LINDAS de morrer!


é claro que tem um pequeno senão... o preço... nada friendly! e também não sei bem onde é que a guardava... mas o que vale é que sonhar não custa mesmo nada!!









Sofia**











abril 24, 2017

16 semanas... *

já falei algumas vezes sobre isto, sobre a minha intenção de voltar à actividade física, de em cada viragem do ano renovar os votos de melhorar a minha condição física, fazer exercício regularmente, comer melhor... mas a verdade é que não tem resultado! a verdade é que todos os anos, desde que fui mãe, faço exercício aí umas duas vezes por semana, às vezes uma, ou nenhuma mesmo. a alimentação também tem tido muitos devaneios, e embora não se reflicta muito no peso, há sempre aquele pneu, aquela barriguinha... não tenho sido consistente nos meus objectivos, sendo bastante honesta...

até entrar em 2017!








 e o que mudou? finalmente tomei consciência de que:

- os trintas não são os novos vintes, deixem-se de coisas! e o corpo é o primeiro (e pode ser o único, se quisermos) denunciador disso. o metabolismo é diferente, a pele muda, tudo muda, e temos (ou devemos) estar atentas.

- mais tarde ou mais cedo uma gravidez deixa marcas (que dizer de duas ou mais). e eu que nem aumentei muito de peso, no primeiro filho voltei logo ao lugar, no segundo também achei que sim mas depois... depois é comparar as fotos na praia e ver algumas diferenças!

- posto isto, se não me ponho a mexer, aos quarenta nao me reconheço e, definitivamente, não é isso que eu quero para mim! quero estar bem, sentir-me bem e ter muita saúde!


portanto, a mudança tem que começar de dentro para fora. (já ouviram isto em qualquer lado??). temos que ter um objectivo claro em mente, temos que querer mesmo alterar hábitos alimentares, rotinas de exercicio fisico e temos que adequar isto ao nosso dia a dia, para que estas alterações sejam duradouras e, depois de algum tempo, definam mesmo o nosso estilo de vida. resumindo, não é fazer exercício de janeiro a maio, é de janeiro a janeiro!


no inicio deste ano (ou no final de 2016) tirei umas fotos em frente ao espelho, de bikini, sem me encolher, sem poses, sem filtros... e não gostei do que vi. repito: EU não gostei do que vi. ninguém mais viu, ninguém fez comentários, era apenas eu e o espelho, e aquela gordurinha chata e feia nos sitios chave. e fez-se um click interior que me levou a tomar uma atitude.
era inverno, por isso as minhas corridas ou caminhadas não estavam no topo das prioridades, inscrever-me num ginásio estava fora de questão, e seguir exercicios no youtube também não estava a resultar!
há algum tempo que lia um blogue de uma instrutora de fitness australiana que começou a divulgar uns exercicios e algumas dicas alimentares, e hoje em dia é uma mega estrela do fitness. já tinha experimentado a app (durante uma semana) e resolvi comprar e começar no mesmo dia a cumprir a agenda.

hoje entro na 16ª semana (comprei por 12 semanas e já renovei por mais 12), de exercicios consistentes e regulares, plano de alimentação, agenda semanal de exercicios e fotos de antes e depois. os exercicios são simples, quase que não precisam de equipamento e trabalha-se muito com o peso do próprio corpo, podem ser feitos em casa, no parque ou no jardim, e o circuito completo dura apenas 28 minutos!


comigo tem resultado porque:

- posso fazer quando quero e onde quero (basta ter o telefone e wi-fi comigo);
- são exercicios objectivos, com tempo marcado e repetições definidas o que faz com que eu não me disperse;
- é só meia hora... todos temos meia hora por dia que podemos dedicar a nós, certo?
- sinto-me mesmo bem por estar a cumprir o que me propus;
- e o melhor? começo a ver resultados!


é certo que os resultados, no meu caso, podiam ser mais evidentes, mas eu não tenho sido rigorosa, nem com a alimentação (embora tenha alterado algumas coisas, super importante) nem com os exercicios (o cardio não tem sido cumprido à risca) mas o que interessa é não desistir e continuar, melhorar!


é imprescindivel perceber que tipo de actividade física se adequa melhor a cada um de nós.
é muito importante também termos consciência que não basta uma app, uma inscrição no ginásio, uma foto aos ténis a dizer que corremos 10 km, para ficarmos em forma.
é necessário efectivamente FAZER, cumprir com o nosso plano para atingir o nosso objectivo. NOSSO, não da amiga, da vizinha, do marido ou namorado. o NOSSO objectivo!

o meu é sentir-me bem comigo, com o meu corpo, sempre. não começar a recusar vestir roupas porque já não me sinto bem com elas, poder acompanhar os meus filhos nas corridas, na bicicleta, nas escaladas. avançar com a idade sem ter medo dela. ser saudável e sentir-me bem, comigo, sempre!



e vocês, qual o vosso objectivo? já pensaram nisso?


se quiserem espreitar o blogue da Kayla e tirar algumas dicas ou experimentar a app, podem fazê-lo aqui!

aproveitem o feriado para mexer um pouco!






Sofia**







* confesso que o título do post foi provocador!!! ;)





abril 20, 2017

gosto de as ler... (#4) - Courtney


foto Somewhere Slower


Courtney Adamo é casada com Michael e mãe de quatro: dois meninos (11 e 9) e duas meninas (7 e 3). Viviam em Londres, mas em 2015 resolveram vender tudo e partir com os quatro filhos para conhecerem o mundo, fortalecerem os laços que os unem e aproveitarem bem a infância dos filhos que passa a correr. queriam também aprender e ensinar-lhes tudo sobre a cultura dos os países que escolheram conhecer. 
iniciaram a aventura nos Estados Unidos, fizeram a tradicional road trip pela Califórnia, conheceram vários países da América do Sul, voaram até ao Japão, Sri Lanka e exploraram a Nova Zelândia numa autocaravana. viajaram até França, Itália e não quiseram partir sem conhecer Portugal, claro! 


foto Somewhere Slower


Agora estão na Austrália, não sei por quanto tempo, mas foi lá que há poucas semanas nasceu o quinto filho desta família linda! A sério, se isto não é um sonho, não sei o que será... 
O último post de Courtney é exactamente sobre o nascimento de Wilkie, o bebé cujo sexo só souberam depois do nascimento, que aconteceu em casa, com a família toda por perto e com uma tempestade a acontecer lá fora. é de tal forma emocionante o relato deste momento, que me fez esquecer os receios de ter um filho em casa, o embaraço de ter os outros filhos e familiares por perto, o facto de estar num país estranho. leiam, vale a pena!


Somewhere Slower é o blog de Courtney. Conheciam? eu já leio há algum tempo mas este último post foi de me deixar com uma lagrimita!




Espero que tenham gostado!




Sofia**

















abril 06, 2017

apaixonei-me outra vez...

voltei a sentir aquela vontade de conhecer algo novo, desbravar caminho, alargar horizontes. depois de anos a lutar contra o sono, a tentar manter-me desperta, a forçar-me de certa forma a gostar do que tinha mesmo ali ao lado, eis que a paixão voltou a surgir assim, do nada, cheia de vontade de me fazer (mais) feliz.



instagram @sofia_ferr

não, não falo de um novo amor, porque nesse capítulo a paixão mantém-se presa à mesma personagem. revelo-vos antes que me voltei a apaixonar pela leitura! a sério? um livro? é disso que falas?? - dizem vocês, talvez...

sim, um livro! mais do que um, aliás, já vou no segundo e estamos no inicio do 4º mês de 2017! saliento o já porque sinceramente, perdi a conta às passagens de ano em que uma das minhas resoluções era ler pelo menos um livro! e lamento dizer, mas desiludi-me de todas as vezes. excepto agora, algo me fez pegar num livro que estava na estante esquecido há cerca de quatro anos e oferecido por ele. tentei lê-lo mais do que uma vez mas sem efeito. vinha o sono, o peso nas pálpebras, e todas as desculpas para o voltar a encostar.
fui leitora activa durante vários anos. a minha mãe sempre me ofereceu livros de aventura, ciência, romances, mais tarde livros de psicologia, e eu lia todos com a vontade de viver a vida daquelas personagens, de descobrir lugares, de saber mais coisas, conhecer outras realidades, deixava-me levar literalmente pelas palavras.
depois vieram os filhos e não sendo eles os responsáveis a verdade é que me retiraram boas horas de sono e de descanso no sofá onde não havia nada mais reconfortante do que pegar num livro e viajar. confesso que nos últimos 7 anos, tirando blogues, artigos de jornal e alguns livros técnicos, o único livro que consegui ler foi O que vejo e não esqueço, de Catarina Furtado. a admiração que tenho pelo caminho que tem vindo a traçar e a importância do seu papel solidário prenderam-me a todas aquelas histórias tão dificeis.
não sabia por onde começar. claro que nunca se deixa de saber ler, mas às tantas, depois de uma ausência prolongada de um hábito, fiquei sem saber que tipo de livro deveria escolher. fui muitas vezes para a Fnac, vaguear pelas estantes, pegava num e noutro mas não trazia nenhum! optei então por pegar na prata da casa e aquele que estava cheio de pó no escritório devolveu-me o hábito de leitura. de seguida comecei com outro que a minha cunhada me emprestou há mais de um ano, e é por Itália que viajo neste momento. como não vi o filme, tudo para mim é novo e como adoro viajar, até agora, estou a gostar do que leio!

para quem como eu adora viajar pelas letras mas tem esse ritual adormecido: peguem num livro, qualquer um, e voltem a ler! é maravilhoso!!



e se quiserem deixar dicas de leitura, serão muito bem vindas!

beijinhos,

Sofia**








novembro 25, 2016

Querido Pai Natal... (#2)






... sabes que eu gosto muuiito de fotografia, gosto muiiitooo de livros de receitas, e maravilho-me na junção dos dois, o chamado foodstyling, não sabes? 
Pois bem, tenho aqui duas sugestões que parecem encaixar perfeitamente no meu sapatinho... não achas?!



1. Fotografias Incríveis         2. Casal Mistério        3. Cozinha Saudável







(já só falta 1 mês!!)






Sofia**







novembro 21, 2016

Querido Pai Natal... (#1)





... mulher que é mulher precisa de uma mala decente, o adereço chave que complete o visual. para mim tem que ser prática mas sem parecer um saco de compras, tem que ter estilo mas de preferência aguentar-se "na moda" mais do que uma estação, tem que ter um detalhe ou outro que faça a diferença e alguma qualidade. Sabes como é, querido Pai Natal, mulheres.... são mesmo assim.
pois então, aqui fica a minha selecção, e apenas esta, na esperança que leias esta carta. não te preocupes, vou deixar mais dicas por aqui, um dia destes, próximo! ;)




Estas são as minhas preferidas (e imagina, até dá para comprar online!!):



1.  2.  3.











Sofia**
















outubro 07, 2016

e se recuasses aos teus 18 anos?

ainda se lembram o que faziam nessa idade?

aos 18, achava super importante o título de maior de idade e ficava super orgulhosa por já poder votar. já namorava. lutava com a matemática, tinha suores frios com os exames nacionais e fazia contas às décimas para entrar na universidade. sonhava em mudar-me para Lisboa, mas queria mesmo era ir para Nova Iorque de malas e bagagens. devorava as revistas que falassem da cidade. adorava psicologia e filosofia, não sei porque raio me fui meter nas ciências. talvez pelo desejo infantil de ser médica, como o meu avô. trabalhava todos os verões e já contava com um bom mealheiro, que me foi útil anos mais tarde. foi nesta altura que cortei o cabelo bem curtinho, inspirada na personagem da altura da maravilhosa Carolina Ferraz. ainda hoje olho para as fotos e não sei se fiz bem se fiz mal, mas o certo é que o meu cabelo nunca mais foi o mesmo.



via Vogue




isto para vos dizer que a Vogue desafiou Victoria Beckham a escrever uma carta a si própria sobre o que ela gostava de saber quando tinha 18 anos. uma espécie de "se eu soubesse o que sei hoje...".
a talentosa estilista, revela as suas inseguranças na altura, como se apaixonou pelo marido, e o seu sentido de estilo (ou não) no tempo das Spice Girls, época que certamente nunca esquecerá.

acho este tipo de desafios muito interessantes. com a sabedoria e experiência que temos hoje, olharmos alguns anos para trás e pensarmos se mudávamos alguma coisa, o quê, se alcançámos os nossos sonhos ou se os deixamos completamente para trás. pode não ser um exercício fácil, pode mexer connosco, mas esse também pode ser um sinal de que está na altura de parar para pensar, planear, e quem sabe, agir.

Agora sou eu que vos desafio. o fim de semana está aí, peguem num caderno em branco, uma caneta e vão até a um lugar calmo e sossegado, de preferência que vos inspire. recuem uns anos, relembrem, tenham um momento de introspecção, tão raros por estes dias. e escrevam. vão ver que ficarão surpreendidas com os resultados!

Boa?



Bom fim de semana!



Sofia**














agosto 13, 2016

# nós por cá...


 





Está um calor bom, que convida a um mergulho matinal, seguido de um almoço à fresca e os pé na areia para ver o por do sol. Apesar da bandeira amarela ser uma constante nos últimos dias, não podíamos pedir mais da temperatura da água: está óptima! Dá para ficar horas lá dentro a saltar nas ondas na maior diversão. As noites estão quentes, e só se está bem a passear na rua, com um vestido leve, a denunciar o bronzeado e sandálias o pé, confortáveis para andar até ao gelado mais próximo. Sabe tão bem o Verão!



O Duarte continua sem falar na chucha, mas nas últimas noites acorda a pedir colinho, para compensar a falta do consolo que a xuxu lhe dava. Está tão engraçado este meu pequeno, bebezão assumido. Tem um sorriso aberto e uma gargalhada bem sonora e engraçada. Segue o mano para todo o lado, adora-o.

O Rodrigo tem mais um dente a abanar.* Creio que em breve o seu sorriso terá uma "janela" gigantesca como cartão de visita. Continua naquela dualidade (às vezes chata) do engraçado que tem ainda de criança e o nariz empinado de um rapaz crescido. Queixa-se de que o mano o chateia e lhe estraga as brincadeiras, mas é vê-los abraçados a declararem-se um ao outro.



As férias aqui ainda estão a meio gás, esperamos ainda que o pai se junte a nós, mas vivendo no melhor lugar do País, dá para ir aproveitando! ;)








Sofia**









*14.08.2016: após muito abanar, o Rodrigo lá conseguiu arrancar o seu sexto dente... e ficou com um varadim no seu sorriso!









agosto 11, 2016

os Olímpicos!

via google

Sabiam que Michael Phelps, considerado o melhor nadador de todos os tempos, só ele, tem mais medalhas olímpicas do que Portugal no seu total? A última vez que vi (ontem) eram 24! Incrível, não é? A prova de 200 mariposa, em que Phelps recuperou o seu ouro, foi fenomenal! 

Desde sempre que me lembro de assistir aos Jogos Olímpicos. Não todas as provas, algumas nem me fazem sentido que façam parte, mas há modalidades que me prendem à Tv. Natação, saltos para a água, ginástica e atletismo, principalmente.
Por cá, acompanhámos a cerimónia de abertura e no geral, adorámos. A organização conseguiu mostrar a multiculturalidade que caracteriza o Brasil, afirmou o problema climático que todo o mundo atravessa, mas sobretudo concretizou a magnifica ideia de cada atleta participante plantar uma árvore. No final dos jogos, o Brasil vai ficar com esta eco memória do maior evento desportivo que o país alguma vez acolheu, uma floresta (olímpica)!. 
Seguimos o combate em que Telma Monteiro conquistou o bronze (grande Telma), assistimos a alguns jogos de basquete (o Rodrigo!) e voley de praia (eu!). De resto adoramos ver as provas de natação (também por influência do nadador cá de casa - o pai) e aguardamos as provas de atletismo (as curtas, são as que mais gosto). As piruetas acrobáticas que acontecem na ginástica também são de nos tirar o folgo! Como é que elas voam daquela maneira? E saltam de uma barra para a outra... e o cavalo? Bom, inacreditável! Já me esquecia dos saltos para a água... é coisa para ficar horas a apreciar!

(e é nesta altura que uma pessoa começa a pensar porque não pratica desporto à séria o ano inteiro... é que aqueles corpinhos fazem inveja a qualquer uma!)



E desse lado, seguem os JO ou nem sabem o que se passa na cidade maravilhosa? :)







Sofia**










  

agosto 10, 2016

gosto de as ler.... (#3) - Alexandra




fotos Nheko



Já seguia a Alexandra no seu blogue e continuei a ler os seus textos no mais recente projecto que tem vindo a ganhar conteúdo e visibilidade. Não é para menos, a escrita da Alexandra é muito autêntica, e nela consegue partilhar as suas angústias, alegrias e preocupações como se fôssemos a sua melhor amiga. Mãe de quatro, é interessante ler o dia a dia que se divide entre três adolescentes prestes a ganharem asas e um lindo boNHeko que faz as delicias desta bonita mãe!
Entrevistas, dicas de livros e uma loja, são algumas das coisas boas que podemos encontrar neste site!


Passeiem-se pelo Nheko e digam se não tenho razão!







Sofia**














junho 27, 2016

gosto de as ler (#1) - Naomi

Em alturas mais calmas ou nas que tento esquecer o que tenho para fazer, procuro novos blogues para ler. É certo que isto de ter um blogue ou ler o de alguém se tornou quase um vicio. É como ler uma história, conhecer alguém, comparar gostos e estilos, mesmo sem conhecer realmente.
Lembrei-me que nunca tinha partilhado os blogues que gosto de ler com quem me lê :) e por isso vou mostrar-vos quais os que gosto e porque gosto. Querem saber?

Hoje partilho o blogue da Naomi.



A Naomi é uma americana que vive em Nova Iorque, tem três filhos e acabou de fazer 30 anos!! Foi bailarina mas escolheu a família em vez da carreira exigente das danças e da famosa Juilliard School - um sonho!!
As fotos do blogue são sempre fantásticas (muitas vezes tiradas por um fotógrafo) mas muito descontraídas ao mesmo tempo, mostram uma família jovem com um ar super feliz, e ela tem um estilo giríssimo! Já para não falar que vive na cidade dos meus sonhos, o que só por isso, me faz passar por lá ao longo da semana.
Gosto deste tipo de blogues que nos transmitem boa energia e com muitas imagens!

E vocês, já conheciam o Love Taza? Gostaram?





Em breve partilho mais das minhas preferências com vocês!




Sofia**











junho 22, 2016

detalhes que contam

Se tivesse hoje uma casa para mobilar, não teria pressas. Houvesse um colchão para dormir, o mínimo e essencial, e o resto iria escolhendo aos poucos. Não comprava de impulso na ânsia de ter a casa preenchida, e podia escolher materiais que mesmo que tivessem que levar alguma mão de obra, poderiam trazer alguma história nas diferenças e que combinariam entre si. Ainda assim, tenho uma mobília neutra e que se mantém actual, e se fizer pequenas alterações noutros elementos decorativos, consigo fazer toda a diferença.




Estes quartos são alguns dos que guardo na minha galeria porque gosto dos detalhes da iluminação. Se não quiserem candeeiros a ocupar-vos a mesa de cabeceira, ou se nem quiserem ter mesas de cabeceira, estes são alguns exemplos de iluminação suspensa que eu adoro. São originais e funcionais (não ocupam espaço) e dão um ar completamente diferente ao quarto! 
Outra perdição para mim são as roupas de cama. Adoro capas de edredon ou colchas, e tento sempre que sejam neutras mas com algum detalhe que faça a diferença.

Adoro namorar estes sites e às vezes não lhes resisto:

1. 2.  3. 




E por aí, alguém mais se perde de amores por quartos? Adorava que partilhassem as vossas ideias! :)




Sofia**









fevereiro 16, 2016

Leather Jacket!

Pinterest


Com o frio que está hoje, bem sei que não apetece pensar muito neste tipo de casacos, mas alegre-mo-nos a pensar na Primavera que está mesmo a chegar, nas noites mais frescas de Verão, ou nos dias de Outono em que já apetece vestir qualquer coisa, e este tipo de casaco é perfeito! Logo quando surgiram não lhes liguei muito, achei muito o género do que eu usava na adolescência, e depois em todo o canto se via alguém com um biker jacket. Mas, como se costuma dizer "se não os podes vencer junta-te a eles", e é essa a minha intenção: comprar um exemplar destes! São versáteis, modernos, e completam qualquer look, seja ele mais ou menos formal.
Estes são alguns dos que estão na minha mira, já que nos saldos voaram das lojas antes que eu lhe pusesse as garras em cima!


1. 2. 3.  


E vocês, gostam deste tipo de casacos ou nem por isso?


Sofia**

fevereiro 13, 2016

março 20, 2015

Pintavas-lhes o quarto de preto?

Se me perguntassem isto, assim de repente, respondia logo que não! Preto? Num quarto de crianças?? No way! Mas se me mostrassem as combinações que podia fazer com o preto, se me levassem a puxar pela imaginação (e bom gosto) e se o preto pudesse ser ainda uma parede de ardózia, com certeza pensaria melhor no assunto.
Ora vejam:




E agora, pintava-lhes o quarto de preto? Dá que pensar, não dá?
O quarto dos meus pequenos é todo branco com apontamentos de cor. E o dos vossos?


Sofia

fevereiro 11, 2015

Homens, maridos, namorados, companheiros:


Esqueçam as jóias reluzentes, os ramos de rosas caríssimos, as caixas de bombons banais. Esqueçam os peluches pindéricos, os balões gigantes, os restaurantes cheios de gente... é tão simples agradar uma mulher!
Uma  surpresa deste género e um bilhetinho romântico a indicar que ela não tem que se preocupar com nada e podem ter uma noite inesquecível!... just saying!  ;)



dezembro 16, 2013

Xmas wishlist (#2)



Já tentei muitas vezes, ter a minha horta de ervas aromáticas frescas e com cores vibrantes, mesmo aqui ao lado, sem ter que planear as receitas até ao mais ínfimo pormenor, ou sair de casa à última hora porque me falta o toque final para mudar todo o sabor de um simples ovo mexido.  
A Life in a Bag é um conceito interessante, e se me garantirem que resulta, Pai Natal, podes fazer um mix de ervas aromáticas e deixar aqui no sapatinho!?! TKS!